Começa o São Paulo de Adilson Batista

Adilson Batista é o novo treinador do São Paulo. Sob a desconfiança de muitos e também um retrospecto ruim em seu passado recente, Adilson tem um elenco cheio em mãos para poder trabalhar com muitas possibilidades.

O que está faltando?

Claro, como todos os grupos, o são-paulino tem as suas carências também. A zaga é o maior exemplo. Miranda e Alex Silva saíram e ninguém apareceu ainda para a reposição. O São Paulo tentou o uruguaio Coates e também tentou repatriar Breno, que está no Bayern de Munique. Não deu certo, até agora.

Quem ainda pode vir?

A janela de transferências fechou nesta quarta-feira e isso só reforça uma possibilidade ventilada faz tempo: Rafael Tolói deve ser reforço do São Paulo até a metade de agosto.

Juan Figger é o empresário do atleta esmeraldino e há algum tempo conversa a possibilidade de ele ir para o São Paulo. A boa relação entre São Paulo e Figger é outro fator a favor.

O problema é que nesse meio tempo o empresário também tentou encaixar o técnico Diego Aguirre e o lateral Damián Gonzalez e ambas as negociações fracassaram.

Se vier, Tolói vai encontrar um ambiente de cheio de outros recém chegados: Cícero, Denilson, Cañete e Piris.

O São Paulo precisa de apenas mais um defensor no elenco, já que Adilson vai montar o time no 4-4-2. O tricolor já tem Rhodolfo, Luiz Eduardo, Bruno Uvini e Xandão. Falta um nome de respeito para formar a dupla com Rhodolfo. Espero que não seja Rodrigo Souto!

Sayonara Rodrigo Souto?

Talvez a dificuldade de achar o zagueiro e o não acerto com Felipe Mello, ainda acabem garantindo a permanência de Rodrigo Souto no time. Adilson disse que quer contar com o volante, que jogando com o próprio treinador já fez a função de zagueiro.

A liberação do volante para aceitar a ótima proposta japonesa travou na quarta-feira. Tudo estava muito bem encaminhado até Felipe Melo e São Paulo não se acertarem.

A vaga de volante marcador segue em aberto. Denilson e Wellington são os dois que chegam mais perto de fazerem a função de primeiro volante propriamente dito e a tendência é que Rodrigo Souto comece a perder espaço e ai sua vaga pode aparecer improvisado como zagueiro, pelo menos na cabeça de Adilson Batista.

Primeiro treino

Foi um dia de conhecimento para os dois lados. Adilson começou a ter noção do elenco que tem em mãos e os jogadores a entender o que o treinador quer.

Taticamente Adilson Batista rende muito e consegue achar boas posições onde os jogadores podem render mais do que o usual também.

Nesta tarde mesmo o treinador já pensou em um Lucas jogando mais avançado, mais próximo da área. Primeiro como um segundo meia de criação, junto do Rivaldo e depois na vaga do Marlos, puxando os ataques. Quando Lucas foi ao ataque, Denilson ganhou vaga no time titular e mostrou estar 100% em forma.

Essa área de criação está interessante. Com a velocidade e o drible aparecem Marlos e Lucas. Cícero também joga como armador, mas é um jogador de alta responsabilidade tática e que marca muito, o que muitas vezes prova que ele pode render bem como um segundo volante. Pra completar, com a chegada de Cañete, Rivaldo fica com um bom concorrente para distribuir o jogo ou quem sabe um auxiliar para os momentos de cansaço.

This entry was posted in Uncategorized. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>