Empate de bom tamanho e jogo fácil pra hoje – Brasil 1 x 1 Argentina/Brasil x Cuba

Apesar da expectativa do técnico Ney Franco e dos jogadores, o Brasil não entrou no Pan-Americano para ser campeão. Acredito que o título fique entre México e Uruguai, que levaram seleções mais fortes.

Na quarta-feira o Brasil fez a estreia contra a Argentina, grande rival e conseguiu um empate em 1 a 1. O resultado foi justo pelo jogo apresentado por ambas as equipes. A verdade é que a Argentina levou uma seleção um pouco mais experiente e mais forte que a brasileira.

Da seleção que empatou com o Brasil, apenas dois jogadores não faziam parte do elenco eliminado nas quartas de final do Mundial da categoria: Hoyo e Araujo. Exatamente o contrário do Brasil.

Mesmo com uma seleção teoricamente mais fraca e inexperiente, o Brasil jogou de igual para igual com a Argentina, apesar de em alguns momentos a superioridade dos hermanos ficar evidente.

O resultado em 1 a 1 foi positivo no final das contas, ainda assim, fica perceptível que dá pra esperar mais dessa seleção, mesmo ela sendo praticamente um Sub-20 C do Brasil.

Lucas Zen e Henrique Miranda podem render muito mais do que renderam. Enquanto Miranda ficou acuado pela estreia, Lucas Zen acabou preso na zaga pelo volume de jogo argentino e nenhum dos dois criou muita coisa.

Felipe Anderson e Lucas Patinho deviam ser complementares, mas acabaram ambos tentando fazer a mesma coisa. Felipe é o cara que distribui o jogo e Patinho o que acelera e não foi assim na quarta-feira, Cidinho teve que entrar para dar movimentação ao meio-campo.

Misael, o mais novo do grupo, deve ter encantado ainda mais Ney Franco, que em entrevista para este blog já confessou acreditar que ele tem o perfil da seleção e por isso o convocou.

Madson, na lateral direita, foi uma boa surpresa. Nas poucas vezes em que subiu foi bem e em quase todas que marcou, seja no mano a mano ou por zona, levou a melhor sobre os adversários.

O Brasil não vai contar com Romário para o jogo contra a fraquissima seleção de Cuba nesta noite. No lugar dele vai jogar o Frauches, do Flamengo. O Brasil tem a obrigação de vencer bem, mas a seleção de Cuba é arruaceira, bate demais.

A partida começa às 20h, horário de Brasília.

This entry was posted in Pan-Americano, Seleções brasileiras. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>