Desportivo Brasil, Manchester United e FC Twente – Um esquema para burlar as leis da Fifa

I’ve made an english version of this post as requested by some english-speakers readers – click to read it in english!

O trabalho time/empresa poderia ser uma solução para a mediocridade e falta de organização do futebol brasileiro, mas numa terra como a nossa não poderia ser nada além de mais um grande problema.

Bruno Gomes, o artilheiro do Paulista Sub-15 2011

Empresas são assim, só pensam no lucro e pouco pensam no futebol brasileiro. Entre aquelas que tem despontado está o Desportivo Brasil, da Traffic, que tem formado grandes times nas categorias de base.

Neste ano tem o artilheiro do Paulista Sub-15, Bruno Gomes, e está na semifinal da competição. No Sub-17 tem a segunda melhor campanha, está na semifinal contra o Palmeiras e conta com um time cheio de jovens promessas.

E pra onde vai tanto talento? O Desportivo disputa a Série B do Paulista e lá eles não estão, até porque o time não tem interesse em estar nos holofotes do futebol, afinal, isso revelaria o esquema.

Existe um ESQUEMA!

Isso mesmo, um esquema para passar na cara da Fifa e ainda tirar um sarro das leis que falam sobre a aliciação de jogadores e retirada de jovens talentos de seus países antes da idade permitida.

O Desportivo Brasil tem um esquema com o FC Twente, da Holanda e o Manchester United, da Inglaterra. Surpreendente? Algumas outras equipes também estão envolvidas, como o Miami FC, dos Estados Unidos.

Rafael Leão já é jogador do Sub-18 do Manchester

Bom, se você procurar pelos perfis pessoais dos craques do Desportivo, verá que muitos deles têm frases como: “Rumo a Manchester” e fotos no Old Trafford, por exemplo.

O fato é que o Manchester e o Desportivo tem um acordo para que os jogadores da equipe brasileira joguem pela equipe inglesa, mas isso também tem suas complicações.

É muito difícil conseguir o passaporte para jogar na Inglaterra. É nessa hora que o FC Twente entra na história. Os jogadores ficam no time de juniores da equipe holandesa até receberem seus passaportes de trabalho para poderem jogar pelo Manchester.

Seis nomes são confirmados:

  • Gladstony – Meio-campista de 18 anos, que já está treinando pelo FC Twente. Foi retirado pelo Desportivo Brasil das categorias de base do Santos.

  • Rafael Leão – Volante, também com 18 anos e que já joga pelo time de reservas do Manchester United, inclusive já marcou alguns gols. O contrato de empréstimo se encerrou dia 30 de junho, mas foi renovado.

  • Agnaldo – Artilheiro do Desportivo Brasil no Paulista Sub-17, faz sua última temporada no Brasil. Foi retirado das categorias de base do Flamengo. Já jogou pelo Twente em amistosos chamados de jogos teste.

  • Aguilar – Atual artilheiro do Desportivo Brasil no Paulista Sub-17, junto com Agnaldo, com 12 gols. Tem apenas 16 anos e deve ir para o Twente no final de 2012. É o favorito do Manchester e considerado maior promessa do Desportivo. Foi retirado das categorias de base do Cruzeiro. Já participou de partida amistosa pelo Twente.

  • Lucas – Volante, tem três gols no Paulista Sub-17 desse ano, faz ainda mais uma temporada no Brasil e foi retirado das categorias de base do São Paulo. Já participou de partida amistosa pelo Twente.

  • Bruno Gomes – Artilheiro do Desportivo no Paulista Sub-15, considerado um dos melhores atacantes da categoria no Brasil. Previsão de sair até 2014. Retirado das categorias de base do Corinthians.

Gladstony, já com a camisa do Twente

Estes são apenas alguns nomes. Com certeza muitos outros também estão envolvidos. Há um grande número de atletas que vão deixar o país quando fizerem 18 anos, em um acordo com preço fixo entre Desportivo Brasil, Twente e Manchester United.

O Desportivo tem mais de 100 atletas treinando em Porto Feliz, mas claro, a grande maioria não vai pra Manchester.

O Desportivo Brasil lesa em dois tempos o futebol brasileiro. Primeiro retirando os atletas dos grandes clubes e depois mandando nossos jovens talentos para a Europa antes da hora.

A Fifa diz ter leis rigorosas para evitar esse êxodo de jogadores, mas elas parecem não funcionar. Para o Brasil está cada vez mais difícil manter os jovens talentos e os clubes europeus não demonstram ter qualquer senso de ética no que diz questão sobre tentar descobrir as promessas cada vez mais jovens e assim pagar mais barato.

O estatuto da Fifa quanto a transferências internacionais é bem claro:

1. As transferências internacionais de jogadores só são permitidas
se o jogar tiver mais de 18 anos.�
2. Aplicam-se a esta regra as três excepções seguintes:
a) os pais do jogador passam a residir, por razões não relacionadas
 no
país do novo clube, ou�
b) a transferência tem lugar dentro do território da União Europeia (UE) ou do Espaço
Económico Europeu (EEE), e o jogador tem entre 16 e 18 anos. Neste caso, o Novo
Clube tem de preencher as seguintes obrigações mínimas:
i. fornecer ao jogador educação e/ou formação futebolística adequada ao nível do
mais elevado padrão nacional de qualidade.
ii. garantir ao jogador uma educação ou formação académica, escolar ou
vocacional, para além da educação ou formação futebolística, que permita ao
jogador seguir uma carreira para além do futebol, no caso de o mesmo deixar de
jogar futebol profissional.
iii. tomar todas as medidas necessárias a garantir que o jogador é tratado da melhor
maneira possível (com um óptimo nível  de vida junto de uma família de
acolhimento ou num alojamento do clube, nomeação de um mentor no clube,
etc.)
iv. fornecer à respectiva Federação, no momento da inscrição do jogador, provas de
que está a cumprir as obrigações acima referidas; ou �

c) o jogador reside a uma distância não superior a 50km da fronteira nacional, e o
clube em que o jogador se pretende inscrever na Federação vizinha também se situa
a menos de 50km da fronteira. A distância máxima entre o domicílio do jogador e o
clube é 100km. Neste caso o jogador tem de continuar a resi

Deixar em lei, por escrito, que são proibidas as transações internacionais antes dos 18 anos, parece não ter surtido efeito no Manchester. Da mesma maneira que oferecer contrato ao jogador antes de falar com o clube pelo qual ele atua ser considerado aliciação, e nesse caso ainda pior, pois é aliciação de menores, também não amedrontou o Desportivo Brasil.

O esquema funciona assim:

  • O Manchester se interessa por um jogador no Brasil, mas como transações internacionais com atletas menores de 18 anos não são permitidas, quem contrata o jovem é o Desportivo Brasil.

  • No Desportivo o garoto treina, joga e é observado pelos olheiros do time inglês. Além disso, tem acompanhamento psicológico do Manchester e recebe aulas extras de inglês. Caso agrade, vai para a Inglaterra ou para a Holanda, dependendo da situação de passaporte e se o Manchester gostar paga um valor fixo ao Desportivo pelo serviço feito.

  • O valor, no entanto, não é definido pela qualidade do atleta. Não importa se é o Neymar ou o Jô, o Desportivo tem um valor fixo em contrato para o Manchester United e esse valor é estipulado pela posição do jogador.

  • Enquanto o atleta não pode assinar com o Manchester, por causa da idade, ele fica no Desportivo Brasil e enquanto não pode jogar na Inglaterra, por questões de passaporte, joga pelo Twente.

Aguilar, jovem promessa brasileira vai ficar pouco tempo por aqui

O Desportivo é como uma franquia do Manchester United no Brasil.

O caso de Aguilar em especial demonstra exatamente isto.

O atacante jogava no Cruzeiro em 2009, com quem já tinha um pré-contrato. No entanto, como contratos assinados antes dos 16 anos não tem validade, o Desportivo Brasil conseguiu tirá-lo da equipe mineira conversando direto com o garoto. O resultado é esse que vemos e o jovem já vai deixar o Brasil em breve.

Aguilar não é único. Quando o Manchester se interessa por um jogador, independentemente de em qual clube ele esteja, o Desportivo Brasil, sem qualquer ética, vai atrás de retirá-lo da equipe onde está. Foi assim em praticamente todos os casos.

Lucas Evangelista, aliciado do São Paulo para ser vendido ao Manchester

O Desportivo Brasil vai pra cima do atleta oferecendo uma quantia em dinheiro que um clube que pensa na formação para a carreira dele dentro da equipe não pode oferecer.

Claro, isso porque tem a garantia de que o Manchester pretende comprá-lo pelo valor já fixado e ajuda na contratação do jogador pelo Desportivo. Foi assim que tiraram Lucas Evangelista do São Paulo e tiveram até a coragem de inscrevê-lo na Copa São Paulo aos 15 anos de idade.

O mais interessante é que a Traffic nem busca esconder. Em entrevista concedida ao Sportsmail, periódico inglês, Jochen Losch, presidente de negociações internacionais da empresa, revelou tudo isso, como se fosse super bacana.

“O Twente é um parceiro que ajuda o Manchester United a resolver o problema com passaportes europeus. Por duas razões é bom que o jogador passe primeiro pela Holanda. Primeiro, depois de dois ou três anos ele é considerado europeu e também é mais fácil começar na liga holandesa do que na Premier League”.

O que o empresário disse na entrevista fica ainda pior:

“O Manchester procura pelos bons jogadores jovens no Brasil, Uruguai, Argentina… quando eles acham algum bom, eles falam pra gente. A gente contrata o jogador, registra ele pelo Desportivo Brasil e o Manchester fica com a opção de contratar o atleta quando ele fizer 18 anos, por um preço fixo. Se o menino se tornar um Alexandre Pato, eles compram por um preço bom, com um ótimo desconto, pois cumprimos aquele primeiro contrato. Se eles não gostarem, a gente pega ele de volta e fica com ele”.

Eu talvez nem precise comentar onde isso tudo é anti-ético e até ilegal. O que o Manchester está fazendo e tem a ajuda do Desportivo Brasil e do Twente para tal, é um absurdo.

Primeiro que o Desportivo alicie jogadores a pedidos do Manchester. Neste caso, o Manchester usa o Desportivo para aliciar jogadores que ainda não completaram nem 16 anos, como se a equipe brasileira fosse uma espécie de testa de ferro do time inglês. A coisa fica pior, quando é perceptível que o Manchester usa o Desportivo para burlar a lei que proíbe as transferências internacionais antes dos 18 anos.

São várias pequenas formas de simplesmente burlar a lei. É como dizem, sempre existe uma lei que diz que pode e uma que diz que não pode, tudo depende do seu advogado.

O que é mais triste nisso tudo, é que o futebol brasileiro vive uma grande batalha para não perder todos os seus jovens talentos, para manter o nível do seu campeonato com os craques que possivelmente revelará. Vejam como é árduo manter Neymar, Lucas, Ganso, Damião e isso sem falar nas diversas outras promessas, algumas que até já foram embora.

Ao mesmo tempo, empresas e agentes só conseguem ver a oportunidade de lucro rápido. Todos, no final das contas, querem ser malandros. Os times europeus querem adivinhar as revelações e pagar mais barato. Os empresários, preocupados também com o bolso, querem colocar seus jogadores nos grandes clubes da Europa em troca da grande quantia de dinheiro que eles podem oferecer por fora.

Quem se dá mal com tudo isso não é nem o atleta, nem os grandes clubes, mas sim o futebol brasileiro de modo geral.

Algumas reportagens veiculadas em jornais do exterior, como o Daily Mail:

As compras do Brasil: Os novos recrutas da fabrica de talentos do Manchester United na América do Sul

Estrelas brasileiras ligadas ao Twente podem ir para o Manchester United

This entry was posted in Base no exterior, Especiais, Promessas do futebol. Bookmark the permalink.

5 Responses to Desportivo Brasil, Manchester United e FC Twente – Um esquema para burlar as leis da Fifa

  1. Eu torço para não, mas a comparação é válida sim.

  2. Fernando Paiva says:

    Estamos caminhando para fical iggual ao futebol uruguaio e argentino, Gabriel ?
    Bom final de semana.

  3. Fernando Paiva says:

    Coisa parecida aconteceu no Uruguai ha 20 anos atras onde o Juan Figger, entre outros e Jota Avila acabaram com o futebol uruguaio.

  4. helder9 says:

    Estão “rapelando” os clubes formadores, estão burlando a lei e brincando com o sonho da molecada, baita esquemão do “impoluto” Manchester, cadê os clubes brasileiros que não fazem nada?

    Isso é uma bomba realmente, imagina se mais clubes de aluguel seguirem o mesmo esquema…

  5. Cornetao says:

    troca aquele aliciação ali!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>