PRA EXORCIZAR: São Paulo atropela Santos no Paulista Sub-15 e garante vaga na final

Jogadores do São Paulo comemoram encenando pescaria, após goleada sobre o Santos

Grandes rivais também nas categorias de base, São Paulo e Santos decidiram uma das vagas na final do Paulistão Sub-15 neste sábado, em Cotia. O tricolor aplicou uma histórica goleada por 6 a 0 e mais do que garantiu a classificação, acabou com um fantasma que assombrava Cotia fazia bastante tempo.

São Paulo e Santos já decidiram muitas coisas nas categorias de base e o Santos quase sempre levou a melhor.

No estadual o time do litoral eliminou o São Paulo por dois anos seguidos e em duas categorias diferentes. Em 2009 o Peixe foi campeão em cima do tricolor, no Paulista Sub-15. Já em 2010 foi no Paulista Sub-17 que o Santos faturou o título em cima do São Paulo.

Para deixar ainda mais acirrada a rivalidade, neste ano mesmo os times Sub-15 de Santos e São Paulo se enfrentaram na final da Copa Brasil e os meninos da Vila venceram por 3 a 0. Todos esses ingredientes trouxeram um panorama diferente para a partida.

Depois de perder por 3 a 1 no jogo de ida, em Santos, o São Paulo precisava de uma vitória por dois gols de diferença para chegar na final. Até por isso o tricolor entrou em campo arrasador.

Aos 50 segundos de jogo o ataque tricolor já desperdiçou uma boa chance e apenas um minuto mais tarde, Léo Kalil tocou para Bruno Silva, que escapou da marcação e chutou cruzado, sem chances para o goleiro.

Aos cinco minutos de jogo, bate e rebate na entrada da área e a bola sobrou mais uma vez para Bruno Silva, o atacante marcou, mas o bandeira assinalou impedimento corretamente.

O São Paulo fazia pressão no Santos em busca do segundo gol, mas o Santos conseguiu equilibrar o jogo e sair por um tempo do sufoco. No entanto, aos 17 minutos Joanderson dividiu com Junior Bahia, o zagueiro santista ficou no chão sentindo dores  e não continuou a marcação sobre o atacante são-paulino, que recebeu o passe de Bruno Silva e marcou o primeiro dos seus quatro gols na partida.

Aos 21 minutos, escanteio para o São Paulo, bola na área e no bate e rebate ela sobra para Joanderson marcar mais um, 3 a 0 para o São Paulo, ainda no primeiro tempo.

Na segunda etapa, o que se esperava era um jogo diferente, com o Santos, precisando de gols, partindo pra cima e o São Paulo se segurando. Nada disso. Com muita garra e determinação, os são-paulinos continuaram exercendo seu domínio no jogo, aproveitando-se dos muitos erros do time santista.

Aos dois minutos o goleiro saiu jogando errado, o São Paulo recuperou. A bola foi cruzada na área e sozinho Léo Kalil subiu muito para cabecear para o gol e dar tranquilidade para o São Paulo, que agora poderia tomar até dois gols, que ainda conseguiria a classificação.

Aos oito minutos, quando Léo Kalil arrancou, cortou o zagueiro e tocou para Joanderson concluir forte de fora da área e anotar o seu hat-trick, o Santos já estava entregue em campo. Dando a chance do próprio Joanderson fechar o placar após ganhar uma disputa de bola com o zagueiro e chutar cruzado, já na pequena área.

O São Paulo entrou muito determinado e aguerrido, assim se manteve durante todo o jogo, mesmo no segundo tempo, quando já tinha o placar definido.

Não pode ser considerada uma final antecipada do torneio, mas com certeza, para muitos jogadores ali, tinha tanto valor quanto uma final, pela rivalidade. Isso talvez explique o sentimento do time do São Paulo no campo. Aliás, o tricolor poderia ter feito ainda mais gols, pois acertou uma cobrança de falta na trave e ainda perdeu chances na cara do gol.

O Santos, irreconhecível nesta manhã de sábado, ficou pelo caminho e agora o São Paulo encara o Desportivo Brasil na final. A equipe da Traffic venceu o Red Bull por 3 a 1.

Para a grande final, o São Paulo não vai poder contar com Joanderson, Bruno Silva e Matheus Queiroz. Eles se apresentam dia 18 pela seleção brasileira para disputar o Nike Friendles. Talvez sejam liberados para o primeiro jogo, mas com certeza não jogam a finalissima.

Além dos três jogadores que servem a seleção nos Estados Unidos, o São Paulo também não vai contar com o zagueiro Lucas Cavalcante, que disputará o Sul-Americano Sub-15 e já está com o outro grupo da seleção desde o dia 17 de outubro.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=odbVprSFWmU]

This entry was posted in Paulista Sub-15, Uncategorized. Bookmark the permalink.

15 Responses to PRA EXORCIZAR: São Paulo atropela Santos no Paulista Sub-15 e garante vaga na final

  1. Paulo Zutcheratti says:

    Embora já passado algum tempo, quero parabenizar a categoria 96 da base do São Paulo Futebol Clube, pois estão realmente fazendo a diferença no Ct_Cotia!!!
    Parabéns em especial, para os garotos : JOANDERSON ( artilheiro ) POLIDORO (pela excelente técnica e tática em campo, este garoto vai longe ), KALIL, AURO JÚNIOR ( eta lateralzinho bom, o menino ) EVANDRO ( sabe muito esse garoto ) e todos demais!! Que vocês sejam abundantemente abençoados, e logo logo queremos vê-los no time principal!!! Continuem assim, garotos!!

  2. Renato Bezerra says:

    Acho que o sub 15 do SPFC ( hoje sub 16), está de parabéns!
    Ewandro, Bruno, Lucão, Polidoro, Kalil, Joanderson, Leozinho, e toda equipe! Vocês são o futuro do profissional do SPFC….. Dá-lhes garotos!!!

  3. Francisco Senna says:

    Pelo que vi esse menino Kalil que jogou com a 9 acabou com o jogo, dando 4 passes para gols e ainda faturou o seu com um golaço de cabeça. Pelo que vi essa parceria Kalil, Joanderson e Brunno na frente vai dar o que falar. São bons de bola e tem muito ainda acrescer. Parabens meninos pelo show em cima das baleias. Abraços nação tricolor……

  4. Vamos lá

    1- Quando Lucas Cavalcante voltar e isso só na próxima temporada, já que o Sul-Americano vai do dia 17 de novembro até 4 de dezembro, é Kal quem vai pra reserva. No entanto, como visto no sub-17 desse ano, o São Paulo dá chance para todos os zagueiros.

    2 e 3 – Nessa categoria muitos deles ainda estão definindo suas posições. O São Paulo ainda não joga com um centroavante fixo, como foi o Ademilson em 2009, por exemplo. Muitos enxergam o Joanderson virando meia-atacante no sub-17… eu não sou um deles hahaha, acho que a tendência é que ele vire um 9, pelo seu porte físico e qualidade de finalização. O Queiroz joga como um meio-campo centralizador, ele organiza as jogadas, apesar de usar a 8, faz a função do 10. A diferença é que o compromisso de marcar é bem repartido no meio-campo são-paulino. O Bruno Silva tem feito a função quase de terceiro atacante na verdade, o São Paulo chega sempre com Joanderson, Kalil (ou Ewandro) e Bruno Silva… sendo o Kalil (ou Ewandro) o mais avançado…

  5. Valeu, Gabriel Fuhrmann e João Batista Gomes. Já tenho esta escalação do 1 ao 11 na cabeça.

    Mas terei a audácia/cara de pau de fazer mais questionamentos e explorar a boa vontade de vocês, que parecem acompanhar de perto o sub-15 tricolor:
    1 – Com o retorno de Lucas Cavalcante, para fazer dupla de zaga com Antônio Polidoro, Lucas Kal volta para a reserva, certo? Se não, quem provavelmente sairia do time titular para a permanência de Kal entre os onze?

    2 – Matheus Queiróz, creio, foi quem deve ter jogado mais recuado neste meio-campo escalado pelo técnico Menta, ficando mais próximo de Gustavo Hebling (o camisa 5), para enfrentar o Santos, em Cotia. Foi isso mesmo? Então, qual é o real posicionamento de Queiróz em campo? Ele é um terceiro homem de meio (conforme supõe a camisa 8 que ele vestiu) ou é um segundo volante com ótima saída de bola (tipo Hernanes)?

    3 – Leonardo Kalil (é parente daquele ex-dirigente são-paulino – Kalil Rocha Abdalla?) e Joanderson formaram o ataque titular, certo? Então, como poderíamos definir Bruno Silva? Ele é definitivamente um segundo atacante ou joga mais recuado, um pouco afastado da grande área, similar ao que Lucas Piazon fez na seleção brasileira, no Mundial sub-17 no México, por exemplo?

    Espero que os principais nomes deste sub-15 não se “desfaçam”, a exemplo do que ocorreu com a equipe de 2009. Recordemos que Bruno Lamas foi para o Santos; Lucas Piazon terminou negociado com o Chelsea recentemente; Mirrai sofreu lesão grave no joelho, que o tirou de praticamente toda esta temporada; Só restando Ademílson, da formação do “quadrado mágico de Bruno Petri”.

    Nossos selecionáveis são/serão alvos de propostas de rivais, do próprio país (sobretudo o “abutre” Santos FC, que está sempre querendo comer nossas promessas), mas também de clubes do exterior. Que a diretoria do futebol de base seja competente para segurar Lucas Cavalcante, Matheus Queiróz, Bruno Silva e Joanderson, sobretudo, pois são aqueles que estão mais na vitrine, no momento!

  6. 1- João Paulo
    2- Auro
    3- Polidoro
    4- Lucas Kal
    5- Gustavo Hebling
    6- Gabriel Machado
    7- Bruno Silva
    8- Matheus Queiroz
    9- Léo Kalil
    10- Léo Prado
    11- Joanderson

    Reservas:

    12- Leonardo
    13- Vencato
    14- João Vitor
    15- Felipe Araruna
    16- Juliano Levak
    17- Lucas Resende
    18- João

  7. João Batista Gomes says:

    TIME QUE ENTROU JOGANDO FOI O SEGUINTE
    JOÃO PAULO, 2 AURO,3POLIDORO,5 LUCAL KALL,5 PIRA, 6 MACHADO,7 BRUNO SILVA,8
    QUEIROZ,9 KALIL,10 LÉO ,11 JOANDERSON.
    QUE TIME!!!!!!!!!!!

  8. Você teria a escalação titular do time juvenil? É bom para irmos nos familiarizando com os nomes.
    Se puder, ficaria bastante grato. Se não, agradeço a atenção, logicamente.

    A dupla de ataque atual, creio, é: Bruno Silva e Joanderson.

    A escalação mais “recente”, que achei no site do SPFC, é do mês de maio (dia 28), isto é, há pouco menos de seis meses, quando o sub-15 recebeu o Guarani, em Cotia, pela 1ª fase do Campeonato Paulista.

    João Paulo (Bruno Duarte, 29min/2ºT);
    Auro, Lucas Cavalcante, Polidoro e Gabriel Machado;
    Lucas Kal, Gustavo Hebling, Leonardo Coca (Robinson, 16min/2ºT) e Ewandro (Leonardo Prado, 27min/2ºT);
    Mathews Lenon (Bruno Silva, 12min/2ºT) e Joanderson (Leonardo Kalil, 29min/2ºT);

    Polidoro, pela foto no site oficial, deve ser o moreno, camisa 3, bastante alto, que aparece no vídeo, comemorando um dos gols marcados por Joanderson, ainda na primeira etapa da partida.

    O Leonardo Prado, que entrou no jogo contra o Guarani (o da escalação acima), é, se não me engano, conhecido por Leonardo “Ligeirinho”, tendo sido eleito “Bola Cheia” do Fantástico, da Rede Globo, há alguns anos.

  9. Vinícius says:

    Não há muitasdiferencas técnicas entre as equipes, não é so porque o São Paulo meteu 6 hoje que ele é bem superior ao Santos.
    Os dois se enfrentaram pela final da Copa Brasil e deu 3×0 Santos, o primeiro jogo da semi-final do Paulista deu 3×1 Santos. Então acredito que não há muita diferença técnica entres os dois times

  10. Paaaaarabéns meninos, Tormena, Poli,Jojo, Kalil e todo time *-*

  11. Não acho que haja uma grande diferença técnica, mas creio que hoje foi um jogo atípico em que o São Paulo entrou ligado no 220 e o Santos funcionando a pilha. No geral, acho que as duas equipes se equivalem.
    O Santos até atacou, mas não chegou com eficiência em seus ataques. Errou muitas vezes a saída de bola e abusou do individualismo próximo a área do São Paulo

  12. Gabriel, há cerca de uma hora, enfim, pude acessar a Internet neste sábado, para poder me atualizar acerca as informações do São Paulo que enfrentará o Avaí pelo Brasileirão, logo mais.

    Havia esquecido momentaneamente desta “decisão” entre SPFC e Santos, pela segunda partida semifinal do Campeonato Paulista sub-15, embora, ontem, tivesse lembrado da importância do jogo e, então, desejado boa sorte aos garotos, que teriam uma difícil tarefa.

    Foi motivo de bastante susto, quando entrei em uma rede social que reúne notícias do Tricolor e vi, de relance, a chamada do assunto que informava a classificação do São Paulo sub-15 diante do correspondente santista. Quase caí da cadeira. Não quis acreditar nisto, pois, para mim, os dois gols de vantagem do time praiano e o histórico recente do embate entre as duas equipes, pouco me ilusionava quanto à possibilidade de o Tricolorzinho reverter essa situação, mesmo ainda tendo aquela ponta de esperança lá no fundo.

    Após assimilar esse “baque” (que foi receber essa maravilhosa notícia), veio outro. Desta vez, não foi possível manter-me sentado – caí pra trás. SEIS A ZERO? “Que loucura” foi a primeira expressão que disse, após ver o complemento da informação. Que massacre! Que resultado inesperado!

    Tive minha língua absolutamente queimada/tostada. Não tinha muita fé na conquista do placar que favoreceria aos tricolores, mas, felizmente, veio. E com juros e correção.

    O Santos foi humilhado com o “badalado” Gabriel Barbosa e tudo… :-)
    Que manhã perfeita para Cotia! Um acontecimento para todos se regozijarem por muito tempo!

    Aguardo ansiosamente pelo vídeo com os gols. Valeu!

  13. Fernando Paiva says:

    Olá, Gabriel! Infelizmente perdemos para vocês de goleada.Você esteve lá?
    Existe uma grande difernça técnica entre o São Paulo no sub 15 e o Santos sub 15 ou as equipes são iguais?
    Pelo seu post o Santos quase não atacou o Sao Paulo.certo?
    Pode apagar o primeiro comentário.
    Abraços! bom final de semana.

  14. Fernando Paiva says:

    Olá, Gabriel! Infelizmente perdemos para vocês de goleada.Você esteve lá?
    Existe uma grande firença técnica entre o São Paulo no sub 15 e o Santos sub 15?Pela seu post o Santos quase não atacou o Sao Paulo.certo?

  15. helder9 says:

    Boa garotada!

    Detonaram as sereias, hahaha

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>