Palmeiras na Copa São Paulo: a primeira grande geração

Apesar de ser uma das maiores equipes do país no futebol profissional, quando se trata de futebol de base o Palmeiras sempre esteve aquém de seus rivais. A equipe alvi-verde nunca ganhou a Copa São Paulo e nem esteve entre os principais times juvenis e juniores do país no passado recente, mas essa geração vem pra mudar a história.

O time do Palmeiras que disputa a Copa São Paulo vem da conquista do Paulista sub-17, um título que já não era conquistado pelos palestrinos desde 1977. Por isso essa geração de atletas traz tantas esperanças para conquistar o título da Copa são Paulo.

Um dos grandes nomes da recente conquista estadual foi Hugo Ragelli, que ficou de fora da semifinal e do primeiro jogo da final com uma lesão, mas mesmo assim foi o artilheiro do time com 19 gols.

Hugo Ragelli, o camisa 9 do Palmeiras

Hugo tem apenas 16 anos e já garantiu a camisa 9 na Copinha, um torneio sub-18 e fez uma ótima estreia, marcando dois gols.

Hugo Ragelli é um atacante muito alto e de bastante força, seu tamanho impressiona, principalmente pela sua idade.

Também destaque do Palmeiras campeão paulista sub-17, Luiz Gustavo é o principal nome da zaga. O defensor tem várias passagens pela seleção e tem uma ótima saída de bola, tem muita qualidade com a bola nos pés, mas sabe dar chutão quando é preciso. É um dos zagueiros de maior potencial de toda a Copinha.

Pra completar vem a dupla de xarás: Bruno Dybal e Bruno Sabiá, o primeiro foi capitão da conquista do sub-17 e é um meio campista centralizador. O segundo passou a maior parte do ano com o time B e tem muita visão de jogo e controle de bola, dribla simples, mas com eficiência. Foi decisivo nas semifinais do Paulista, quando desceu ao time sub-17 para conquistar o título.

Entre os que não estiveram na conquista estadual, valeria destacar o lateral Bruninho, que já foi convidado por Felipão para treinar com os profissionais, onde treinou durante o segundo semestre de 2011. No entanto, em um amistoso preparatório, o jogador sofreu uma lesão no joelho e deve ficar pelo menos seis meses fora de ação.

Então vamos falar de mais um que não esteve no título estadual, mas que com certeza não pode faltar na lista de destaques: Diego, o camisa 10.

Diego comemora seu primeiro gol na Copinha 2012

O meia atacante apareceu nas categorias de base do São Paulo, onde foi artilheiro e campeão paulista sub-15 em 2008. Anotou 23 gols no estadual daquela temporada. Ele também disputou o Paulista sub-17 seguinte pelo São Paulo, mas em 2010 foi pro Palmeiras.

Já na nova equipe Diego fez 14 gols no Paulista sub-17 de 2010, sendo o principal artilheiro do Palmeiras, que foi eliminado pela Portuguesa nas quartas de final.

Neste ano, com a eliminação da equipe no Paulista sub-20, Diego foi companheiro de Sabiá no Palmeiras B e teve bom destaque.

O mais interessante sobre essa equipe são as possibilidades futuras. Como muitos jogadores do time tem 16 ou 17 anos, a maioria vai poder disputar a Copa São Paulo novamente em 2013 e até em 2014, se não agora, em breve o Palmeiras deve quebrar esse tabu de não vencer a Copinha.

Muitos deles vão como reservas para a competição, mas mostraram muito potencial no Paulista, como o lateral esquerdo Lima e o polivalente Lucas Taylor, que faz funções desde volante até centroavante.

Esperanças imediatas e para um futuro bem próximo da Palmeiras.

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base.
This entry was posted in Copa São Paulo, Uncategorized. Bookmark the permalink.

One Response to Palmeiras na Copa São Paulo: a primeira grande geração

  1. Blefe says:

    muito bom seu blog!

    esses mlk ae vão dar muitos títulos para o verdão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>