Bruno Sabiá troca Palmeiras por Inter e a culpa é do verdão

O jovem meia trocou São Paulo por Rio Grande do Sul e embora a má fama do seu empresário, o único culpado é o próprio alviverde

O jovem Bruno Sabiá, de 19 anos, não é mais jogador do Palmeiras. O alviverde se esforçou para renovar com o meio-campista, mas ele preferiu uma mudança para o Internacional, em busca de mais chances.

Seu empresário, por coincidência, é Giuliano Bertolucci, o mesmo que tirou Oscar do São Paulo e levou para o mesmo Internacional. Mas se existe um culpado nessa saída de Sabiá para outro clube, este não é Bertolucci e sim o próprio Palmeiras.

O meio-campista foi uma das mais caras contratações para a base da gestão de Belluzzo, que pagou mais de 300 mil reais ao Paulista de Jundiaí pelo jovem. A rara qualidade técnica em praticamente todos os quesitos básicos credenciaram o alto custo.

Considerado uma das maiores promessas do Palestra nos últimos anos, Sabiá nem sequer integrava as equipes de base da sua idade. No título do Paulista sub-17, de 2011, ele já integrava o time B do Palmeiras e desceu para a sua categoria apenas para ajudar a equipe na fase final da competição e diga-se de passagem, foi vital para o título, mesmo jogando no sacrifício.

A qualidade do jovem é indiscutível. Seu chute, passe e controle de bola são fora de série. É um jogador que para a bola, evita a marcação e normalmente acha a melhor jogada, conduzindo o meio campo de forma magistral mesmo.

No entanto, Sabiá passou a ser preterido no próprio Palmeiras, que procurou dar chances aos jogadores apadrinhados por pessoas próximas, como Paulo Serdan e seu pupilo Bruno Dybal (isso não quer dizer que Dybal seja mau jogador, é bom sim, um líder em campo).

Não só, mas também por esse motivo, embora tecnicamente Sabiá seja bastante superior, segundo a própria comissão técnica alviverde, foi seu xará quem acabou promovido, chamando a atenção da mídia e também do técnico Ney Franco.

Enquanto isso, Sabiá, que também teve algumas convocações para a Seleção, passou boa parte do tempo escondido no time B e jogou as finais do Paulista de 2011 no sacrifício. Acabou emendando direto para a Copa São Paulo de 2012, onde não conseguiu render devido ao estado físico debilitado.

O ano de 2012 também acabou prejudicado devido as várias lesões no púbis. Finalmente recuperado, agora Sabiá iria mostrar se seu futebol continua em alta, mas não fará isso no Palmeiras.

A culpa, claro, não é só da atual diretoria e sim da gestão anterior, que deixou o contrato de Bruno Sabiá chegar ao fim, sem tentar uma conversa prévia. Preterido no próprio time, o jogador fez o óbvio e procurou novos caminhos.

Na renovação atual, o Palmeiras queria ter mais participação nos direitos do atleta. A pedida não agradou ninguém e o acordo não saiu. A falha, mais uma vez, não foi a pedida de maior participação e sim a demora para agir, quando o contrato de uma promessa já chegava ao fim.

Como um ponto curioso, Bruno tem vários parentes jogando bola mundo afora. Eli Sabiá e Rodrigo Sabiá são dois exemplos.

Acredito sim, que de fato recuperado das lesões e exercendo o que sabe, Bruno Sabiá será um grande destaque no Internacional e fará palmeirenses olharem torto para a promessa que perderam, mas isso, só o tempo pode dizer.

Um vídeo do Sabiá que fiz na Arena World Sports alguns anos atrás. São poucos segundos, mas dá pra entender a qualidade do jogador.

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base. Repórter da São Paulo FC Digital
This entry was posted in Uncategorized and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

One Response to Bruno Sabiá troca Palmeiras por Inter e a culpa é do verdão

  1. Bruno Burlamaqui says:

    Na Copa São Paulo de Juniores 2012, ocasião na qual o Palmeiras mostrou um time bem montado, assim como foi o desta temporada, o xará dele, o Bruno Dybal, foi muito mais importante para a equipe na época, juntamente com o Diego Souza Xavier, que havia deixado uma ótima impressão, mas que neste ano não teve 50% do mesmo destaque na competição do ano passado. Tenho nojo só de ler o nome Giuliano Bertolucci, o homem forte da máfia russa ainda atuante no futebol brasileiro, pós-MSI. Ele, que tem passe livre no Internacional, Benfica e Chelsea, clubes que agora me dão asco só por causa disso. Caso o Sabiá vingue, tal como o Oscar, o que não acredito, pois o talento não parece ser similar, não é difícil prever qual seria seu destino no futebol europeu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>