Qual o sentido das vaias brasileiras?

A torcida brasileira resolveu se manifestar contra tudo de ruim que existe no nosso país. O faz durante a Copa do Mundo para que todos vejam a realidade do Brasil, longe das propagandas da Petrobrás ou da Vale, exibidas no exterior.

Eu já não consigo concordar e nem discordar das vaias. Depois do jogo de hoje entre Espanha e Holanda a minha vontade é entender qual o sentido delas. O que eu acreditei ser no jogo entre Brasil e Croácia foi apagado em poucos minutos do dia seguinte.

Nosso povo está desamparado. A corrupção assola o Brasil há anos. Hospitais, escolas, creches, trabalho, impostos… tudo isso merece vaias e claro, direcionadas a sua personificação. Não só a presidenta Dilma Roussef, mas a gigantesca maioria dos políticos brasileiros.

Então por que vaiar Diego Costa? Justamente alguém que foi contra tudo isso que foi vaiado na abertura da Copa do Mundo 2014 merece vaias? Justamente alguém que mais do que vaiou, tomou uma atitude contra o descaso. Uma atitude por ele, é verdade, mas uma atitude contra um mal que está tão próximo e tão danoso quanto os nosso governantes: a Confederação Brasileira de Futebol.

Diego Costa foi vaiado, xingado e hostilizado pelos brasileiros.

Um rapaz que nasceu no interior do Sergipe e lutou muito para conseguir chegar aonde chegou. Lutou para se tornar um dos melhores atacantes do futebol mundial. Lutou para que o Brasil precisasse dele, como um dia ele precisou do Brasil

Quando isso aconteceu, Diego Costa fez justamente o que todos os brasileiros tem vontade de fazer e devolveu na mesma moeda.

O que o Brasil fez por Diego Costa? Absolutamente nada. No interior do Sergipe você pode ter certeza que a mãe dele não teve assistência médica no seu nascimento. Que sua infância não teve uma escola de alta qualidade. Que o desamparo do Estado foi refletido nele.

Com certeza também não houve incentivo ao futebol por parte da CBF na sua região. Certamente não existiam e ainda não existem campeonatos e trabalhos para crianças terem como investir na possibilidade de serem jogadores de futebol.

Aos 14 anos mudou para São Paulo e será que a situação foi muito diferente? A gente que vive no Brasil e que acompanha nosso país de perto sabe que não.

Onde Diego Costa foi encontrar a assistência que o Brasil nunca lhe deu? Na Europa, onde virou jogador profissional, onde teve educação e saúde garantidas ainda adolescente. Então para qual federação Diego Costa “devia” alguma coisa ou poderia retribuir o que teve de assistência durante toda a sua vida? Portugal, Espanha… Brasil com certeza não.

As vaias a Diego Costa não me deram certeza nenhuma, mas me deram uma dúvida. Não sei se os brasileiros são ignorantes ou são hipócritas.

 

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base.
This entry was posted in Promessas do futebol. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>