Com finalização vinda do céu, Do Bronx vence e fatura bônus do UFC

Na madrugada desta sexta-feira para sábado o Brasil brilhou no octógono do UFC. O guarujaense Charles “Do Bronx” Oliveira enfrentou o japonês Hatsu Hioki e venceu por finalização.

Hioki já foi considerado ameaça a José Aldo, principalmente depois de bater Marlon Sandro, parceiro de treinos do manauara. Depois de estrear no UFC com duas vitórias consecutivas, o japonês não conseguiu emplacar sua busca pelo cinturão perdendo para Ricardo Lamas, Clay Guida e Darren Elkins, mas vinha para a luta após uma vitória sobre Ivan Menjivar.

Apesar do retrospecto ruim no UFC, Hioki ainda era famoso por nunca ter sido finalizado ou nocauteado. Era, porque Charles Do Bronx fez questão de acabar com essa fama ainda no segundo round.

O duelo foi um jogo de xadrez de grappling. Os dois mostraram que são mestres da arte suave e fizeram um duelo maravilhoso por posições, que levantou o público em Auckland, na Nova Zelândia. No segundo round Hioki acertou acidentalmente o dedo no olho de Do Bronx. Após a pausa médica, Do Bronx voltou aguerrido e buscou a trocação, onde levou larga vantagem.

Já no chão, a briga por posições foi parelha. No final do round Hioki tinha dominado as costas do brasileiro e tentava um mata-leão, mas Charles Oliveira reverteu a situação. Escapou do mata-leão e ainda encaixou uma gravata peruana, que fez o oponente desistir do combate.

Do Bronx e Titino Fonte: Instagram

A luta foi tão épica que pareceu vinda do céu e vai ver, para Charles Do Bronx, foi mesmo. Após a vitória o lutador correu para a câmera e gritou: “Hoje não! É pra você Titino”, dedicando a finalização para o garoto L.C Titino. O jovem era aluno de jiu-jitsu em seu projeto social no Guarujá e faleceu no começo de maio em decorrência de um câncer.

Além da vitória, o brasileiro ainda levou o bônus de 50 mil dólares por performance da noite, devido a sua finalização. Segundo especialistas estrangeiros, o estrangulamento de Do Bronx é um dos principais candidatos ao prêmio de finalização do ano para 2014.

Emocionado e carismático, Charles Do Bronx aproveitou para desafiar Nik Lentz. Os dois lutaram em 2011, ainda nos pesos leves. O brasileiro ia bem na luta, quando acertou uma joelhada ilegal que o árbitro não viu e venceu em decorrência dela. O staff de Lentz buscou os meios legais e anulou a vitória.

Cabe agora a Dana White dizer se esse combate vai ocorrer e em qual categoria será.

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base. Repórter da São Paulo FC Digital
This entry was posted in Promessas do futebol. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>