Brasil leva susto, mas vence Hungria com grande atuação de estrela do Manchester

A Seleção Húngara surpreendeu e saiu na frente do Brasil, que precisou batalhar muito para se recuperar e garantir a classificação para as oitavas do Mundial sub-20

Em teoria a Hungria não oferecia muito perigo e nem de longe poderia ser tecnicamente comparada ao Brasil, mas com uma falha do goleiro Jean e outra ainda pior do árbitro, conseguiu assustar a Seleção, segurando a vitória no primeiro tempo e o empate até os minutos finais.

Andréas Pereira comemora seu gol

No entanto, Rogério Micale mais uma vez mexeu bem e de forma certeira. Se no primeiro jogo a entrada de Boschilia no segundo tempo garantiu a vitória, sendo essencial nos dois gols da virada, dessa vez foi Andréas Pereira, do Manchester United, quem foi decisivo para a vitória por 2 a 1, que garantiu o Seleção Brasileira na próxima fase. Veja os gols.

Aos oito minutos o roteiro do jogo deu a única chance que a Hungria tinha para bater de frente com o Brasil. O atacante Mervó ganhou da zaga e do canto da área bateu forte, o goleiro Jean falhou, espalmou pra trás, mas se recuperou a tempo, tirando a bola antes de ela cruzar a linha. A falha de Jean foi feia, mas não teria danos, se o árbitro não cometesse uma falha ainda maior, validando um gol que não aconteceu.

Aos 14 a Hungria quase conseguiu ampliar o placar, o que poderia ter definido o jogo. Forgacs bateu forte de esquerda e acertou a trave do goleiro Jean, porém, o jogo logo se desenhou para um treino do ataque brasileiro contra a defesa húngara.

Aos 16 minutos, o defensor Tamás foi expulso pelo segundo cartão amarelo e a Hungria literalmente passou a jogar com todos os jogadores quase dentro da própria área. Precisando do resultado, o Brasil tentou muito, mas não conseguiu furar o bloqueio nos primeiros 45 minutos e ainda levou um grande susto, com uma cabeçada Mervó, após escanteio cobrando na primeira trave por Kalmar, em que Jean fez grande defesa.

A diferença de postura entre os times foi tanta, que o Brasil terminou o jogo com 70% de posse de bola e 26 chutes ao gol, contra apenas oito dos adversários.

No segundo tempo o técnico Rogério Micale decidiu mudar para tornar o Brasil mais ofensivo. Ele tirou o zagueiro Marlon, que levou um cartão amarelo aos dois minutos de jogo e o meia Marcos Guilherme, para colocar os meias Andréas Pereira, do Manchester United e Jajá, do Flamengo.

A mudança de Micale logo surtiu efeito. A jovem estrela do Manchester entrou muito bem na partida e foi decisiva para a vitória. Aos cinco minutos ele fez linda jogada na área, cortou pra dentro e bateu pro gol, forçando Szekely a fazer uma grande defesa, mandando a bola para escanteio. No entanto, Andréas cobrou o tiro de canto com perfeição, encontrando Danilo livre para empatar.

O empate poderia ter trazido a Hungria mais para o campo de ataque, mas não foi isso que aconteceu. Os húngaros estavam satisfeitos com o empate, tanto que aos 20 minutos tiraram as duas principais estrelas do time: o meia Kalmar e o atacante Mervó, para a entrada do zagueiro Talaber e do volante Nagy.

A tática do treinador Bernd Storck parecia funcionar bem, o Brasil pressionava e levava perigo principalmente nos chutes de fora da área, mas não conseguia furar a parede húngara. Até que aos 40 minutos, Jajá fez ótimo lançamento para Gabriel Jesus, que invadiu a área, se livrou de dois zagueiros e foi derrubado pelo goleiro. Andréas Pereira foi pra cobrança e virou o jogo.

Nos últimos cinco minutos a Hungria até tentou partir para o ataque, mas não tinha qualidade técnica e já não contava com seus dois principais talentos. O Brasil ainda assustou duas vezes, com Gabriel Jesus e Judivan, mas o placar ficou em 2 a 1.

A vitória foi importante para o Brasil, que garantiu oficialmente sua classificação para as oitavas de final e praticamente também já assegurou a primeira colocação, fugindo de um precoce encontro com os alemães na próxima fase.

Na última rodada o Brasil pega a Coréia do Norte, que foi goleada por Hungria e Nigéria e precisa de um empate para terminar líder. Nigéria e Hungria definem no outro confronto o segundo colocado, com os europeus jogando pelo empate.

Os jogos serão no mesmo horário, às 2h da madrugada de sábado para domingo.

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base.
This entry was posted in Mundial Sub-20 and tagged , , , , , , . Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>