Artilheiro da base deixa o Inter para assinar com o Genoa

Sem chances no time principal, Bruno Gomes assinou com o Genoa horas antes do fechamento da janela de transferências para a Europa

O Internacional pode ter perdido um grande artilheiro do futebol de base. O atacante Bruno Gomes, de apenas 19 anos, está indo por empréstimo para o Genoa. O clube italiano tem a opção de compra do atleta a qualquer momento, o valor está estipulado em cerca de 4 milhões de euros.

Bruno Gomes na Copa do Brasil sub-20

Bruno Gomes na Copa do Brasil sub-20

A negociação, porém, ficou perto de não ocorrer devido aos trâmites, que aconteceram muito próximo do final da janela de transferências. Inter e Genoa só chegaram a um acordo definitivo na última segunda-feira.

A transferência foi protocolada já com o período de transações encerrado na Itália, mas como o acerto foi feito antes do fechamento, após recurso, a FIFA autorizou a ida do jovem atacante ao futebol italiano.

Maior artilheiro da categoria 96 no país, a frente inclusive de Gabigol, do Santos, Bruno Gomes chegou ao Inter no final de 2013, depois de ser o primeiro atleta a conseguir a tri-artilharia consecutiva dos Paulistas sub-15 e sub-17.

No time de Porto Alegre, o jovem teve começou com bom desempenho, marcando gols decisivos e sendo um dos principais destaques dos juniores, junto com Andrigo, um ano mais velho e que já foi tido como principal joia do Colorado.

Logo em seu primeiro ano, Bruno atuou pelo sub-20 e no Gauchão marcou dez gols em nove jogos, pelo sub-23 foram sete jogos e seis gols. Um grande ano, que ainda foi coroado com o título da Copa do Brasil sub-20, em que Bruno foi artilheiro com sete gols em sete jogos. Em torneios oficiais de base, o atacante marcou 23 gols, em 23 partidas, média de um gol por jogo.

Em 2015, o jovem continuou marcando gols e ainda por cima passou a mostrar o seu lado mais garçom, servindo bem os companheiros. Destaque para o gol aos 48 minutos do segundo tempo, na final do Gauchão sub-20, em que o Inter perdia por 1 a 0 e para o verdadeiro show que deu sobre o São Paulo, em pleno Morumbi, pelo Brasileiro sub-20.

Mesmo com os bons momentos de Bruno Gomes e os maus momentos do ataque principal do Inter, as chances que o atacante esperava entre os profissionais não apareceram. Apesar de muita cobrança, inclusive de boa parte da torcida, para que o jovem fosse melhor aproveitado, Bruno não entrou em campo pelos profissionais nenhuma vez.

Muito dessa falta de oportunidades, se deve ao modo como o Colorado gerencia a promoção de seus jovens, já que o clube é refém do Grupo Sonda. De mãos atadas no tratamento com o grupo de investidores, a diretoria colorada dá preferência a critérios econômicos sobre os critérios técnicos, na hora de  escolher os jogadores que terão chances no time profissional.

Todas as últimas promessas promovidas pelo Internacional tem ligação direta ou indireta com o grupo comandado por Delcir Sonda, que entre atletas formados na base e contratados, já tem participação em D’Alessandro, Aránguiz, Valdivia, Eduardo Sasha, Cláudio Winck, Alan Costa, Martín Luque, Nilmar, Leandrinho, entre outros.

O Grupo Sonda tem tanto poder dentro do Inter e se importa tão pouco com a qualidade real dos jogadores que mantém e promove da base, que ano passado resolveu desmascarar um jogador que recusou manter negócios com o grupo.

Trata-se de Fernando Baiano, que hoje está no futebol japonês.

Após dois empresários se desligarem do grupo e montarem seu próprio escritório, Fernando decidiu seguir com eles, causando a ira do investidor Delcir Sonda, que assim que perdeu definitivamente o atleta, não hesitou em revelar que ele adulterava sua idade em cinco anos para jogar no Internacional.

O problema não é denunciar um caso absurdo de “gato”. Isso está certo. O que incomoda e deveria ser questionado, é a motivação para fazer a denúncia.

Delcir sabia disso o tempo todo. Foi informado pelos empresários que descobriram o jogador na Bahia, mas só revelou ao Inter e ao público, quando perdeu sua porcentagem financeira sobre o atleta. Sua ideia provavelmente era garantir uma venda precoce do jogador, antes de atingir o profissional.

Em um ambiente desse, onde você deve servir ao Grupo Sonda, em vez de servir ao Inter, não é de se admirar que Bruno tenha decidido buscar suas chances como profissional na Europa.

Entre a torcida do Genoa, Bruno, que passou a maior parte da carreira monitorado pelo Manchester United, já é uma das contratações mais comentadas.

 

 

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base. Repórter da São Paulo FC Digital
This entry was posted in Promessas do futebol. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>