5 destaques para ficar de olho na Euro sub-17

A Eurocopa sub-17 chegou na sua fase final e listamos cinco grandes destaques para você ficar de olho na competição 

A maior competição europeia sub-17 está na fase decisiva. Disputada no Azerbaijão, a Eurocopa da categoria promete grandes revelações para 2016.

O torneio é um celeiro de craques e tem sido grande responsável por vários jogadores nos últimos anos. Em 2009 teve Mário Gotze, El Sharaawy e Ter Stegen, no ano seguinte Deulofeu, Jesé, Alcácer, João Mário e Pogba. De 2011 já estão muito bem firmados em Seleções principais nomes como Fischer e Willens e até em edições mais recentes, grandes jogadores despontaram, como Max Meyer e Martial, de 2012, Halilovic, em 2013 e Rúben Neves e Renato Sanches em 2014.

Para 2016, listamos os cinco principais atletas, que provavelmente veremos nas Seleções principais em pouco tempo.

1 – João Filipe (Portugal)

joaofilipeJogador do Benfica, João Filipe tem apenas 17 anos, mas recebe comparações pra lá de ousadas. Atuando por qualquer uma das pontas, o jovem já carrega o peso de ser considerado o “Novo Cristiano Ronaldo”.

O rótulo não veio da imprensa portuguesa, como muitos pensam e sim da imprensa inglesa, após o crescimento do interesse do Manchester United pelo jogador. Em 2014, inclusive, ele passou um bom período nos Red Devils, aos 15 anos, antes de retornar ao clube português, onde assinou profissionalmente no ano passado.

Hoje, os Red Devils já disputam a atenção de João com outros gigantes, como Barcelona, Manchester City, Chelsea, Juventus, Real Madrid, sendo que o rival de Manchester também teve o garoto por algumas semanas, antes que ele assinasse com o Benfica em definitivo.

O jovem é comandante da geração /99, considerada a melhor de Portugal, desbancando inclusive times que tiveram Renato Sanches e Rúben Neves, como a badalada geração vice-campeã Europeia sub-21, que garantiu a vaga nos jogos olímpicos de 2016. Os resultados da categoria são impressionantes, com goleadas expressivas sobre Itália e Inglaterra, por exemplo.

A evolução de João Filipe tem sido exponencial nos últimos anos e cada vez mais seu jogo fica parecido com o de Cristiano Ronaldo, dado também a sua evolução física. Quando vestir a camisa 7 portuguesa nessa Eurocopa, vai ser difícil não lembrar do craque do Real Madrid.

2 – Renat Dadashov (Alemanha)

DadashovEstrela do Red Bull Leipzig, o atacante Renat Dadashov vive um momento especial na Euro sub-17 de 2016. Dadashov tem dupla nacionalidade, sendo reconhecido como cidadão da Alemanha e do Azerbaijão, justamente onde o torneio acontece.

Filho de azeris, com certeza é um sentimento especial para o jovem atuar na terra natal dos seus pais.

Com quase 1,90m de altura, muitos podem achar que Dadashov se destaca apenas pela sua força física, mas perceberão que estão enganados rapidamente. O jovem centroavente tem uma finalização fora do comum, batendo muito bem, principalmente com a curva feita com a lateral interna do pé. Além disso, mostra qualidade técnica para também atuar fora da área, criando jogadas, normalmente pelo lado esquerdo do campo.

Hoje, Dadashov já está na mira dos gigantes alemães, como Bayern e Borussia. O time de Leipzig terá muita dificuldade para segurar sua jovem estrela, caso ele continue a se destacar na Eurocopa, principalmente porque seu contrato se encerra no meio do ano e as conversas por uma renovação não têm sido boas até o momento.

3 – Oriol Busquets (Espanha)

oriol-busquetsO jovem Oriol Busquets é uma das principais estrelas das categorias de base do Barcelona. O volante, que já está há tempos identificado com a camisa 6, tanto da Seleção quanto do time catalão, é um fora de série da posição na sua geração.

Titular inclusive das equipes /97 e /98 do Barça, Busquets é conhecido por várias qualidades essenciais da sua posição: garra, força física, bom passe e controle de bola. Até pelo nome, já dá pra acreditar que ele substitua seu xará no Barcelona, mas a principal referência quando falamos de Oriol Busquets é Yaya Touré, até mesmo para o próprio jogador.

Um atleta com tanta vantagem física, que consegue com naturalidade, mesmo aos 16 anos, enfrentar adversários de 19 e 20 anos de idade, já mostra ser diferente. Agora, no caso de Busquets, que não só joga de igual pra igual com jogadores mais velhos, mas também é dominante na marcação e capaz de criar muitas situações de gol, inclusive para sua boa finalização de fora da área, é certamente um potencial craque.

No futuro, é possível imaginar Busquets como aquele jogador all-around, que é útil e bom em todas as áreas do jogo.

4 – Moise Kean (Itália)

KeanCom dupla cidadania, marfinês e italiano, Moise Kean é uma sensação e tanto nas categorias de base da Juventus.

Um dos atletas mais jovens dessa Eurocopa, nascido em 2000, Kean pode ser considerado um fenômeno de Turim. Ele nasceu na Itália, filho de marfineses e se destaca como, talvez um novo Mario Balotelli para os italianos.

Aos 15 anos, Kean já era titular do time sub-17 Bianconero e na atual temporada marcou 19 gols em 21 jogos pela equipe da categoria da Velha Senhora. Ele marcou também na sua única partida disputada pelo time sub-19 na temporada.  Aos 16 recém-completados, conquistou uma vaga na Seleção Italiana sub-17, marcando dois gols na qualificatória da Eurocopa.

Com mais de 1,80m de altura e uma grande vantagem física, a arma letal de Kean está na sua velocidade. As arrancadas e o corte pra dentro combinado ao chute de direita são quase uma certeza de gol, além claro de ser um valor precioso na jogada aérea.

5 – Mile Svilar (Bélgica)

O goleiro de 1Svilar6 anos do Anderlecht Mile Svilar é um dos expoentes mais importantes de mais uma ótima geração belga.

Muito novo, ele foi uma das principais peças do Anderlecht no caminho para as semifinais da Uefa Youth League, um torneio sub-19. Imaginem, um goleiro sub-17 atuando como titular absoluto de um time sub-19 e fazendo bonito. É verdade que Svilar sofreu três gols do Chelsea, mas segurou o poderoso Barcelona sem marcar nas quartas de final.

Aliás, a rivalidade de Svilar com os espanhois está acirrada. Além de segurar o poderoso Barça, ele também foi o principal responsável para a liderança do time belga no round de qualificação da Eurocopa. No desempate com a Espanha, ele pegou duas cobranças de pênalti, uma delas do volante Oriol Busquets.

Mile é filho do ex-goleiro da Iugoslávia Ratko Svilar e vive sob os olhares de equipes como Chelsea e Manchester United. Os fãs da ótima geração belga podem ficar tranquilos, pois parece que não será impossível substituir Courtois.

 

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base.
This entry was posted in Promessas do futebol. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>