Com artilharia de Brenner e Nestor profeta, São Paulo é bicampeão da Taça BH sub-17

Tricolor contou com a ajuda do atacante, que já havia subido para o profissional, para conquistar o quarto título da competição, o segundo consecutivo

Na noite desta quinta-feira, o São Paulo venceu o Flamengo por 3 a 1 e conquistou mais um título da Taça Supermercados BH sub-17, um dos mais tradicionais torneios da categoria.

Brenner

Brenner

A conquista veio de virada, com dois gols de Brenner e um de Rodrigo Nestor. O Flamengo abriu o placar ainda no primeiro tempo, com gol de Vitor Ricardo.

O São Paulo começou bem no jogo, deixando claro quem era o time mais técnico em campo e logo no início conseguiu criar boas chances, mas o goleiro Vitor Hugo, do Flamengo, estava inspirado e a pontaria dos tricolores também não estava muito certeira. Antes do Flamengo marcar, o São Paulo teve pelo menos duas grandes chances, as duas pelo lado esquerdo. Em uma delas o artilheiro Brenner ficou cara a cara com Vitor Hugo, mas chutou em cima do goleiro.

O jogo ficou muito parelho, com o São Paulo tendo domínio da posse de bola, mas em um descuido da defesa, praticamente na primeira chance do Flá na partida, Vitor Ricardo passou pelas costas da marcação e conseguiu abrir o marcador, após levar um pouco de sorte e ficar com rebote do próprio chute em cima do goleiro Eduardo.

Com a vantagem, o Flamengo passou a fechar melhor os espaços na intermediária. Apesar de ter controle da posse, o São Paulo não conseguia passar pela linha defensiva do time carioca. O jogo ficou mais tenso, com algumas entradas duras dos jogadores rubro-negros: primeiro foi Vinicius quem deu um chute por trás no joelho do atacante Paulinho, mas o árbitro nada marcou. Depois, em um contra-ataque, foi a vez de Vitor Ricardo dar um carrinho por trás, visando apenas o adversário, pra cima de Helinho. Nesse lance sim, cartão amarelo para o jogador do Flamengo.

A tensão fez com que uma discussão começasse na saída para o segundo tempo, a ponto de nem flamenguistas e nem são-paulinos estarem muito dispostos às entrevistas, deixando a repórter do SporTV meio sem jeito. Das poucas palavras, o que se pôde tirar foi a profecia do meia tricolor Rodrigo Nestor: “Nós vamos ser campeões”.

Dito e feito, no segundo tempo o jogo voltou tão parelho quanto terminou a etapa inicial, com o Flamengo mais uma vez suportando bem a pressão são-paulina. No entanto, isso durou pouco. Aos nove minutos Helinho passou pela marcação e desarmou a linha defensiva do Flá, Nestor passou pela direita, Vitor Hugo saiu para tentar abafar e o volante são-paulino encontrou Brenner dentro da área, com o gol vazio, foi só empurrar pra rede.

O Flamengo passou a se lançar um pouco mais ao ataque e abriu espaços na defesa, permitindo que o São Paulo chegasse mais. Não demorou muito para Brenner devolver a assistência para Rodrigo Nestor. Dessa vez ele começou a jogada no meio campo e tocou para Paulinho, que ganhou da marcação no corpo e devolveu para Brenner. Cara a cara com o goleiro, o atacante só rolou para o lado e Nestor tocou para o gol vazio, virando o jogo para o São Paulo.

Com o Flá indo para o ataque, mas sem conseguir passar pela defesa são-paulina, era questão de tempo para o tricolor encaixar um contra-ataque e matar a decisão e foi exatamente o que aconteceu. O time paulista recuperou a bola na intermediária defensiva e Antony, que já vinha dando trabalho com seus dribles, passou pela marcação, Brenner se movimentou muito bem e recebeu para tocar de primeira, em um chute forte para o fundo do gol e definir o placar.

Com 3 a 1 o jogo ficou bem tranquilo para o São Paulo, que poderia ter aumentado o placar, não fosse a noite muito inspirada de Vitor Hugo e algumas falhas de finalização. O tricolor teve até pênalti, sofrido por Antony após dar um rolinho humilhante no seu marcador, mas Vitor Hugo, o melhor em campo pelo Flamengo, pegou.

O São Paulo conquistou seu segundo título consecutivo da Taça BH, em 2016 havia eliminado o Flamengo na semifinal nos pênaltis e vencido o Palmeiras por 4 a 1 na decisão. Esse ano venceu o Atlétic0-MG na semifinal por 4 a 1 e passou pelo Flá na finalíssima.

Brenner, que jogou apenas três jogos na competição, terminou como artilheiro com seis gols. Em 2016, o Flamengo teve os três artilheiros do torneio: Bill, Lincoln e Vinicius Júnior, todos com seis gols, enquanto Marquinhos Cipriano, do São Paulo marcou cinco, enquanto Helinho, Nestor e Brenner, todos destaques da conquista atual, marcaram três e dois cada, respectivamente.

Esse título é também o segundo do São Paulo desde que a Taça BH se tornou sub-17, em 2015. Até então, o torneio era sub-20 e o São Paulo havia vencido duas vezes, em 1987 e 1997.

 

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base. Repórter da São Paulo FC Digital
This entry was posted in Promessas do futebol. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>