Imagine que o time brasileiro é um tênis…

Imagine que o time brasileiro é um tênis…

A diretoria tenta fazer o tênis pra um velocista correr, mas esse competidor não atinge rapidamente a velocidade esperada. É bem verdade, o tênis ainda machuca os dedos e dá bolhas. Ele falou que o melhor era tecido flyknit e colocaram camurça? Sim. Que era melhor amortecimento completo e deram uma palmilha ortopédica? Talvez, mas foi feito, mais ou menos, como ele pediu.

tenis_3Como ele não atingiu a velocidade esperada, a diretoria olha pra outro velocista, que em outro momento atingiu o sucesso que ela tanto almeja atingir. Era em outra pista, outra época, contra outros corredores, mas ele atingiu. E não importa se não houve tempo para o primeiro contratado se adaptar ao tênis e a pista, ou mesmo para o tênis moldar um pouco no pé desse corredor. Aliás, o tênis é maravilhoso, todo mundo corre bem com ele, é só calçar e correr, menos esse velocista, diz a diretoria.

Então a diretoria demite o velocista pra quem ela tentou fazer o tênis e contrata o outro. Agora, esse outro tem que atingir o resultado esperado, com o tênis feito para aquele que foi demitido. Tanto faz se o novo contratado calça dois números a mais. E se ele atingiu aquele resultado porque tinha um equipamento especial. Ou mesmo se ele vai pegar o tênis já na pista e quase não poderá treinar com ele. Ele tem que atingir a velocidade, com um tênis que nunca usou e em curto período, com risco de não poder mais correr.

E se der errado, a diretoria troca o velocista de novo. Esse tênis é fantástico, o problema, para quem o faz, é sempre quem está calçando ele.

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base. Repórter da São Paulo FC Digital
This entry was posted in Promessas do futebol. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>