Apesar de Edimar, Liziero pode aproveitar brecha na lateral para se garantir no profissional

O São Paulo confirmou nessa semana a compra do Edimar, mas há na base alguém que pode aproveitar a ausência de um nome absoluto na lateral-esquerda.

113903275-a772dd0d-681f-47ee-9b18-e878cba65431Mesmo improvisado, Igor Liziero, do sub-20 tricolor, está cada vez mais dono da posição na equipe e deve atuar assim na Copa São Paulo. Com grande qualidade com a bola no pé e poder pelo meio-campo, muitos enxergam a mudança como um desperdício, mas ela também pode ser uma estratégia boa para o jovem chegar ao profissional.

Como volante, a disputa por posição é grande. No time titular, além de Petros, até o meio do ano que vem o São Paulo tem Hernanes e mesmo em jogadores recém-promovidos da base a situação é acirrada, com Araruna e até Lucas Fernandes, que pode jogar como um camisa 8, até próximo da forma que Liziero atua. Na contenção, Militão deve pegar a vaga de Jucilei, mas é difícil imaginar que ele reedite uma dupla que aconteceu no sub-17, onde ele jogava mais defensivo e Liziero era o volante que dava a qualidade mais a frente durante o primeiro semestre.

Jogando como lateral-esquerdo, Liziero não tem competidores. Não há outro lateral-esquerdo melhor visto na base, que esteja a frente de dele na fila etária. Uma vez que Caíque, que fazia a função no time sub-17 multicampeão em que Liziero também jogava, se tornou ponta e tem ido bem jogando mais avançado. Só Weverson, lateral do São Paulo e da Seleção sub-17 aparece, mas nascido em 2000, ainda muito jovem e com grande possibilidade de tomar o mesmo rumo de Caíque.

No profissional, os dois que estão atuando são contestados, Edimar pela qualidade técnica e Junior Tavares pela displicência em algumas atuações. Sendo assim, Liziero pode facilmente aparecer como uma terceira opção e, se levarmos em consideração a qualidade técnica dele, até a reserva imediata pode acontecer mais cedo do que se imagina.

A situação não é nova, aconteceu com outro jogador do elenco: Eder Militão, contemporâneo de Liziero. Tendo Jucilei já fazendo sua função de volante e uma zaga afirmada com Rodrigo Caio e Arboleda, achou seu espaço na lateral-direita, sem dono no São Paulo há muitos anos. Ou se formos mais longe, o próprio Hernanes, que começou como lateral-esquerdo, em empréstimos foi atacante e conseguiu seu espaço jogando como volante.

Assim como está acontecendo com Militão, nada impede que Liziero volte a ser volante depois de subir. Dorival, por exemplo, já sinalizou que enxerga Militão na função do Jucilei e muitas vezes ao longo do jogo, por ter Militão na lateral, o São Paulo atua com uma linha de três zagueiros, mudando o esquema dependendo da condição do jogo.

E se tudo isso vai acontecer, depende da Copa São Paulo, se Liziero, que já tem sido observado por Dorival, for bem na Copinha como lateral-esquerdo, um lugar no profissional é mais do que uma possibilidade, é quase uma certeza.

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base. Repórter da São Paulo FC Digital
This entry was posted in Promessas do futebol. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>