O que se sabe sobre acordo entre São Paulo e adidas

A diretoria executiva do São Paulo anunciou nesta terça-feira que aprovou a proposta da adidas para ser a nova fornecedora de material esportivo do tricolor.

O São Paulo já havia anunciado no ano passado o fim do seu contrato com a Under Armour. A empresa, que fechou com o São Paulo no final de 2014, tinha contrato até o final de 2019, mas rompeu com o tricolor em 2017. Quando firmado, o contrato somava R$ 135 milhões durante os cinco anos de vigência, sendo R$ 15 milhões anuais em dinheiro mais R$ 12 milhões anuais em material.

DMbRkGOWkAAvY9KO anúncio do rompimento se deu no final de 2017 e o São Paulo negociou para usar o material fornecido pela Under Armour até o meio de 2018.

Desde então, o São Paulo busca uma nova fornecedora de material e neste final de fevereiro finalmente chegou a um acordo com a adidas. O que sabemos sobre este contrato com a adidas:

– Embora os valores fixos e o tempo de vigência não tenham sido revelados, o que se comenta é que o fee é inferior ao pago pela Under Armour e que o valor total, somados dinheiro e material, deve girar entre R$ 16 e R$ 20 milhões.

– Segundo consta, a proposta mais vantajosa em pagamento fixo era da Topper, porém não era tão agressiva em royalties e também não contava com uma parceria tão grande em distribuição quanto a adidas.

– O São Paulo já buscava há algum tempo um acordo que fosse agressivo em royalties. O ex-gerente de marketing Márcio Aith já havia comentado sua expectativa por um contrato que tivesse royalties regulares de 13% e que de acordo com metas de vendas chegasse a 20% e até 40%.

– O contrato com a adidas é vantajoso justamente nos royalties, superando as expectativas propostas inclusive por Aith (que não está mais no cargo) no ano passado. O comentário é de que royalties regulares já serão superiores a 20% e que de acordo com metas pode passar dos 30%.

– Além de bônus por bom desempenho nas vendas, há também bônus por conquista de títulos pelo São Paulo.

– A adidas pretende montar uma nova megaloja do São Paulo no estádio do Morumbi.

– O contrato foi aprovado pela Diretoria Executiva, agora aguarda a análise e a aprovação do Conselho de Administração e do Conselho Deliberativo do São Paulo. No noite do anúncio oficial da aprovação da Diretoria Administrativa, conselheiros se reuniram para a votação da nova Comissão Disciplinar.

– Para reuniões do Conselho de Administração, deve se respeitar o prazo de cinco dias de antecedência da convocação, então ainda haverá um tempo de pelo menos uma semana entre a análise e votação do contrato.

– Neste contrato não haverá (ou não deve haver) comissões pagas para terceiros. Ou seja, nada de novo Jack nas redondezas do Morumbi. Tal qual o acordo com a Under Armour, o acordo com a adidas foi tratado diretamente entre São Paulo e patrocinadora, não há sentido para que comissão seja paga a algum terceiro. Se qualquer coisa desse tipo aparecer, é onde conselhos administrativo e deliberativo devem agir.

– O São Paulo pode utilizar o material da Under Armour até a metade de 2018, mas a adidas tem direito de antecipar e assumir as operações antes. Vestir o São Paulo até a metade de 2018 foi acordo estipulado entre São Paulo e Under Armour, dada a saída um pouco repentina da empresa e não há quebra contratual, multa ou qualquer coisa do tipo na entrada antecipada da adidas, apenas uma liberação do acordo.

– Primeiro contato entre adidas e São Paulo foi feito com o auxílio de Erovan Tadeu. O conselheiro tricolor fez o trabalho através dos seus contatos na adidas para aproximar o São Paulo e a sua nova fornecedora. A atuação teria sido importante para selar o acordo, já que em certos momentos Topper acenava como forte possibilidade. É importante ressaltar que não houve, há ou haverá qualquer compensação ou vantagem financeira relacionada a este acordo.

 

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base. Repórter da São Paulo FC Digital
This entry was posted in Promessas do futebol. Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>