Opinião: voltamos mais no tempo do que gostaríamos?

Que o torcedor são-paulino queria voltar no tempo é inegável, queria voltar para o time que fechou o 1º turno, que venceu Cruzeiro e Flamengo fora de casa, que jogou bem contra o Grêmio também no campo do adversário, mas parece que quando apertou o botão da máquina do tempo, o tricolor não dosou a força e voltou mais de um ano pra trás.

Impressionante como o São Paulo que enfrentou o Palmeiras na noite de hoje, em muito lembrou o São Paulo que brigou para não cair no ano passado. Queríamos o São Paulo do 1º turno de 2018 e achamos o São Paulo do 1º turno de 2017.

A começar pelos gols em um curtíssimo intervalo de tempo, originados em duas falhas mais do que primárias da defesa são-paulina.

No primeiro gol de nada adiantou ter três zagueiros, já que os três estavam exatamente no mesmo lugar marcando apenas um jogador adversário e deixaram Gustavo Gómez livre dentro da área.

No segundo gol as coisas foram ainda piores. Uma indecisão que deixou Mayke puxar o contra-ataque, onde só não saiu um gol por milagre. Na sobra, mais falhas na jogada aérea: Hudson e Jucilei marcando o mesmo jogador, Anderson Martins tentando marcar o cruzamento, Bruno Alves não marcando ninguém e Deyverson absolutamente só para aumentar o placar.

Não há dúvidas: o Palmeiras foi amplamente superior ao tricolor e não havia absolutamente nada que o São Paulo pudesse fazer com o nível do futebol que apresentou neste sábado.

Esse sentimento de impotência é que talvez tenha trazido tantas lembranças de 2017 ao torcedor tricolor. A sensação de que não teve chance de vencer em nenhum momento. Isso é tão 2017, que é impossível não ter um dejá vu.

O problema agora já está além dos resultados, não são apenas os pontos desperdiçados contra Paraná e América-MG, agora já podemos começar a contar as partidas de time que briga pelo rebaixamento do São Paulo, como esse vexame contra o Palmeiras e o empate contra o Santos, por exemplo.

O São Paulo pode ter dado adeus ao título, não porque perdeu um jogo, afinal, nos pontos, o tricolor ainda está próximo dos rivais, mas sim porque já há algum tempo não apresenta um futebol condizente com o de um time que está no topo da tabela e hoje deixou isso muito escancarado ao ser completamente dominado pelo Palmeiras.

Passados quase dez jogos desse segundo turno com apenas duas vitórias, mesmo ainda estando brigando por ponta de tabela, já é hora do torcedor são-paulino questionar: até onde eu posso sonhar com esse time? Qual é o verdadeiro São Paulo, o que endureceu e venceu times fortes na casa deles ou o que não vence times fracos em casa e toma passeio dos times mais fortes?

 

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base. Repórter da São Paulo FC Digital
This entry was posted in Promessas do futebol. Bookmark the permalink.

One Response to Opinião: voltamos mais no tempo do que gostaríamos?

  1. Alexandre de lima says:

    Gabriel pelo q vcs disseram na Sp Digital o elenco deu uma rachada surgiram alguns problemas extra campo e o Aguirre começou a se perder na escalaçao … acho q ele ta perdendo o vestiario talvez uma conversa da nossa diretoria possa teazer a paz de volta mas o time tem q voltar o foco e ser competitivo novamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>