Diego Aguirre é mais um pra lista e a grande pergunta é quem pode dar certo?

Aguirre é mais um que virou estatística, mais um que não deu certo como técnico do São Paulo. Uma lista que é cada vez maior, nenhum técnico serve, nenhum jogador serve, nenhum dirigente serve.

Verdade seja dita, nenhum treinador dessa lista conseguiu atingir ponto tão alto de sucesso e logo em seguida iniciar uma queda livre até sua demissão como fez o uruguaio. Como o trabalho elogiado no 1º turno, líder do Campeonato Brasileiro, virou uma campanha de time rebaixado, incapaz de fazer frente ao mais medíocre dos seus adversários?

Temos que lembrar que Aguirre chegou ao São Paulo com uma identidade já bastante conhecida. O jogo reativo, de poucos toques na bola e de muita intensidade sempre foi marca do treinador, inclusive em suas passagens por Internacional e Atlético-MG, então ninguém pode dizer que não sabia que o time jogava assim.

tmbComo por vezes falei durante a passagem de Diego Aguirre, não tem problema nenhum jogar assim, se jogar assim da forma correta vai vencer jogos tanto quanto jogando com posse de bola, jogo posicional ou qualquer que seja o método tático escolhido. Todos funcionam, desde que feitos com eficiência, ainda mais na extrema falta de novidade que se tornou o futebol brasileiro nos últimos anos.

Só que o trabalho que começou correto, arrumando a defesa, organizando o contra-ataque, se mostrou incapaz de evoluir. Sem competência para achar alternativas para Everton, para Eder Militão e talvez incompetente na preparação física necessária para se jogar nesse nível. Com a piora do time, veio também a piora do ambiente e Aguirre perdeu um dos grupos mais unidos do campeonato.

Porém a questão já não é mais nem essa. Mude o treinador, os jogadores e até os dirigentes, o filme do São Paulo tem sempre o mesmo roteiro, apenas atores diferentes. Por que o São Paulo se tornou uma máquina de queimar técnicos e jogadores? Por que parece mais difícil treinar e jogar no São Paulo?

A resposta me parece cada vez mais clara, bate na falta de planejamento de elenco e respinga muito na incompetência da análise de desempenho do tricolor. A análise de desempenho não diz respeito apenas a escolha de jogadores, essa muito mal feita no São Paulo há diversos anos, mas também versa sobre o estudo do adversário e dos seus próprios atletas.

O São Paulo é um dos times que menos parece saber ler os adversários mais complexos. Eles não precisam se esforçar muito para neutralizar o tricolor. No São Paulo também passa despercebido um atleta em alto estágio de fadiga ou incapaz de render em uma função específica por vários motivos. Até a torcida consegue enxergar isso e parece não passar nem perto dos relatórios que chegam ao treinador. Por que?

A torcida é para que Jardine não vire mais uma estatística do São Paulo. Ele é um treinador no qual confio quase que cegamente. Do qual fui aluno e tenho profunda admiração. Um rapaz jovem, multicampeão na base do São Paulo, com um estilo bem definido de jogo e capaz de trazer resultados a curto, médio e até a longo prazo, esse o mais importante deles.

Só que pra isso o São Paulo não precisa mudar apenas de treinador, precisa mudar de postura, precisa adotar de fato o discurso que Rai deu ao assumir seu cargo na diretoria tricolor. Precisa buscar uma identidade de jogo, abraçar ela e ir com ela até o final, independente do biquinho desse ou daquele jogador, ou ainda pior, biquinho desse ou daquele dirigente.

Nenhum torcedor quer nada demais, todo torcedor só quer o São Paulo que lhe dá alegrias de volta.

 

About Gabriel Fuhrmann

Jornalista formado desde 2011, especializado em futebol de base. Repórter da São Paulo FC Digital
This entry was posted in Promessas do futebol. Bookmark the permalink.

One Response to Diego Aguirre é mais um pra lista e a grande pergunta é quem pode dar certo?

  1. DANILO SALES BARBOSA says:

    Ótima análise, parabéns Gabriel!

    Infelizmente essa é nossa realidade no Tricolor, agora é aguardarmos para ver qual será o novo escolhido para pegar essa bomba relógio.
    Digo mais se Nenê não for punido, irão queimar Jardine logo na primeira tentativa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>